Sample module in position -stickrightmiddle-

HomeQuem SomosHistória

A história de quem faz parte da história

Como toda boa idéia, o clube surgiu em uma reunião de amigos, seis ao todo, oficializada no armazém Secos e Molhados, de propriedade de José Adelino Moreira de Azevedo, que funcionava na rua General Francisco Glicério.

Fato ocorrido no começo da noite de 1º de outubro de 1933, uma data que entrou para a história. Moreira era um dos idealizadores e somava forças com Manoel Teixeira, Antônio Rodrigues, Plínio Machado, Antônio Rachid e Antônio Joaquim Lopes.

O grupo, então, fundou o Suzano Futebol Clube, que logo ganhou as cores vermelha e branca, e o endereço. Os jogos ocorriam nas terras de Carlos Rodrigues de Faria, Armênio Simões e Manoel Moreira de Azevedo, hoje a referencial praça dos Expedicionários. "A partir de então, os jogos de forma cada vez mais incisiva, começaram a seduzir os jovens da época. Não existia quem não quisesse fazer parte do time do Suzano", conta o jornalista esportivo Carlos Negro, uma espécie de arquivo vivo do Suzano Futebol Clube, onde deu seus primeiros chutes aos 13 anos de idade.
Segundo ele, a sede inicial do Suzano Futebol Clube funcionou também na Glicério ao lado de onde hoje está o banco Santander, em uma antiga fábrica de sabão.

Nos anos 40, o Suzano teve de mudar de ares por conta da ocupação do terreno onde os jogos aconteciam. Foi assim que José Adelino Moreira de Azevedo cedeu um terreno seu para o clube, nas imediações do atual Ginásio Municipal de Esportes Paulo Portela, onde plantava morangos. "E foi ali, entre as grades de madeira, que o Suzano conquistou suas maiores vitórias. 

O clube era mantido com as mensalidades do jogadores, muitos, exemplares em campo, e que fizeram com que a cidade de Suzano ficasse conhecida por conta de sua qualidade futebolística", relembrou Nego.

Das peladas sem compromisso no campo o Suzano, logo, passou a ser desafiado por times das vizinhas Mogi das Cruzes e Poá, como Vila Santista, o União Mogi, o Concórdia, o Poaense e o Corinthians de Poá.
Dos amistosos, o clube passou a disputar campeonatos da Liga de Futebol da região e, posteriormente, da Liga do Estado. Nesta época, a camisa vermelha e branca já era coisa séria e contou com outros nomes para seu crescimento, como Camilo Scurso, Antenor Mendonça, Germano Fiamini, Plínio Machado, Manoel Teixeira, Antonio Rodrigues, Daniel Garijo, Isidoro Lopes, Antonio Patacho, José Rachid, João Alves Machado, Antonio Renzi e Vicente Benvenutti. "A consagração veio anos mais tarde, na década de 50. 

O Suzano foi tri-campeão da segunda fase na categoria Amador na Liga do Estado de São Paulo", apoiando em seu invejável arquivo fotográfico. Mesmo consumidas pelo tempo, as imagens do acervo de Nego trazem os nomes que fizeram do clube um time campeão. Entre eles Carlos Molteni, Nico Renzi, João Papaiz, Walter Moreira, Antonio Fiamini, Matarazzo, Walter Bragheroli, Cirinho Rafful, João Fiamini, Nelson Maia, e Wilson Marim. "Alguns deles fizeram parte do Time Principal. Outros, do Juvenil. Mas, cada um, em seu tempo, com o seu talento, colaborou para que o futebol de Suzano fosse um dos melhores do País", confirma o jornalista.

 

 

Associe-se ao Clube

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS
RG, CPF, Certidão de Casamento (Titular)
RG ou Certidão de Nascimento (Dependentes)
Comprovante de Endereço (Titular)
03 Fotos 3 x 4. (Todos)